Resíduos sólidos: o que são e como se classificam

Segmentos
Tipos de produtos
Tipos de limpeza
Linhas
Tipos de produtos
Tipos de limpeza
Linhas


Por Francisco Tovo

Biodegradável, reciclável, tóxico, de risco biológico, contaminante e até mesmo radioativo. Esses são alguns dos tipos de resíduos sólidos, mas você sabe o que são?

Lixo ou resíduo sólido existe diferença?

Os resíduos sólidos são rejeitos em estado sólidos ou parcialmente sólidos, que são resultado da atividade humana e são caracterizados principalmente por poderem ser reutilizados ou reciclados.

O lixo é na verdade qualquer material considerado inútil que a priori não pode ser reaproveitado, logo, nem todas as sobras do que consumimos, são lixo, apesar de popularmente o termo ser usado para generalizar.

Na verdade, uma parcela muito pequena do que descartamos, em “teoria”, é inaproveitável. Ressalta “teoria”, porque a cada dia, surgem novas tecnologias capazes de aproveitar rejeitos, que antes sequer eram cogitados para reuso ou reciclagem.

A lei que trata do assunto é a de número 12.305 e institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos definindo os parâmetros de administração e gerenciamento dos mesmos elencando as responsabilidades dos geradores, assim como as possíveis implicações sobre os efeitos dessa produção em excesso.

Em outras palavras a lei define como os resíduos devem ser recolhidos, administrados, as punições para quem não segue as normas e as implicações para quem segue.

Como são divididos os resíduos sólidos?

Os resíduos sólidos são divididos em públicos, domésticos, industriais, agrícolas, hospitalares e comerciais.

Os comerciais têm origem nas lojas, escritórios, restaurantes, supermercados e estabelecimentos em geral destinados à atividade comercial. São descartes próprios das atividades envolvidas, como por exemplo, os alimentos que sobram nos restaurantes.

Os públicos são aqueles cuja sua origem se dá em locais de uso comum e coletivo como praças, ruas e parques. Podem ser restos de folhas, plantas, alimentos e até mesmo embalagens indevidamente jogadas no chão.

Os industriais são próprios da atividade em si como resíduos da fabricação de papel, aço, carvão ou cimento.

Os agrícolas são produto da atividade agropecuária e tem como principais representantes as embalagens dos polêmicos agrotóxicos.

Os hospitalares são provenientes da área de saúde e se caracterizam principalmente por conterem riscos biocontaminantes como as seringas e agulhas utilizadas.

Os domésticos são os residenciais e uma das principais características é a elevada concentração orgânica. 

Como são classificados os resíduos sólidos?

Os resíduos são classificados em dois tipos: Classe I ou perigosos e Classe II ou os não perigosos.

Os perigosos possuem características como inflamabilidade, toxidade, patogenicidade, reatividade e corrosividade. Em geral esses resíduos representam um risco para a saúde pública e tem descarte especial. São exemplos os resíduos hospitalares e os industriais.

Os não perigosos, apesar de terem essa classificação, não são totalmente isentos de riscos, a diferença é que eles apresentam em geral pouquíssimo perigo em comparação aos da Classe I. Nessa classificação entram materiais orgânicos como restos alimentares e materiais inorgânicos como latas de refrigerante. 

Dentro dessa classificação podem existir subdivisões de acordo com a constituição do material, seu peso ou teor de água.

Por que descartar corretamente os resíduos?

O descarte incorreto dos resíduos pode gerar danos pessoais e coletivos. 

Misturar matérias inflamáveis com substâncias combustíveis pode iniciar um incêndio de grandes proporções. Rejeitos, provenientes de laboratórios, podem ser o foco de transmissão de doenças que representam um grave risco à saúde pública.

Uma simples embalagem de agrotóxico incorretamente descartada pode causar um acidente grave quando encontrado por uma criança ou alguém que não tenha conhecimento do que se trata.

Na verdade, um acidente gravíssimo por causa do descarte incorreto, já ocorreu em Goiânia em 1987. Um aparelho utilizado em radioterapias foi encontrado por catadores de ferro-velho que o desmontaram e acabaram espalhando material radiativo para centenas de pessoas. O caso é conhecido como acidente com o césio-137 e foi roteiro de filmes e documentários.

Até mesmo o ar e água podem ficar contaminados casos rejeitos químicos nãos sejam devidamente descartados e se espalhem pelo meio ambiente.

Como tantas implicações possíveis, é importante fazer o descarte correto do material que está sendo administrado. Além de “legal”, é uma atitude consciente e em prol da coletividade.

E finalmente, se você chegou até aqui, com certeza, já sabe muito sobre resíduos, mas o que talvez não saiba é que pequenas atitudes como o consumo consciente dos produtos podem fazer mais diferença do que qualquer tipo de solução tecnológica para o gerenciamento de resíduos. Comprar de empresas que mantém uma cadeia limpa e sustentável em sua produção como a Alkon, devidamente certificada com os ISOs 9001 e 14001, é muito mais eficaz e inteligente. Além disso, o meio ambiente agradece a sua iniciativa.




Formulário de Contato

fale conosco

Cadastre-se

Receba nossas novidades por email.

Biblioteca


Sobre a Alkon

A Alkon é uma indústria química focada em soluções para empresas através do desenvolvimento de produtos para limpeza industrial e comercial.

A aliança entre a eficiência e a sustentabilidade nos torna uma empresa com foco em excelência, desde o atendimento inicial aos clientes, até a entrega final de produtos como desengraxantes, descarbonizantes, sanitizantes, lubrificantes, solventes e muitos outros.

Parceiros de negócios

Anglo Gold Ashanti
Av. Wilson Tavares Ribeiro, 465. Chácaras Santa Terezinha. Contagem - Minas Gerais | cep 32183-680